,

Punho de Ferro

Confesso que fiquei bastante apreensivo quando li as críticas sobre o Punho de Ferro. Cheguei até pular a série várias vezes no catálogo da Netflix, mas não resisti, rs! Então vamos lá!

Punho de Ferro

É a nova série da Netflix em parceria com a Marvel, que estreou dia 17 de Março.

Ela conta a história de Danny Rand, que quando criança, sofreu um acidente de avião com seus pais, e sobreviveu.

Encontrado por dois monges Chodak e Tashi, ele foi criado na cidade mistica de K’un-Lun, cidade mistica que só aparece a cada 15 anos.

Treinado pelo mestre Lei Kung, o Trovão nas artes do kung-fu, Danny se tornou o protetor de K’un-Lun.

E ao desafiar o dragão Shou-Lau, o Imortal, ele recebeu os poderes do Punho de Ferro.

Após 15 anos, Danny retorna a Nova York para vingar a morte dos seus pais, e descobrir o que realmente aconteceu.

Ele encontra na organização criminosa Tentáculo, algumas das respostas que ele procura.

O Tentáculo durante anos, usa a empresa que o pai de Danny construiu, a Rand Enterprises, para seus negócios.

O que eu mais senti falta em Punho de Ferro

Uma das coisas que mais senti falta em Punho de Ferro foi um vilão.

Acostumado com o Rei do Crime em O Demolidor, Boca de Algodão e Willis Stryker em Luke Cage, não vemos um vilão principal em Punho de Ferro.

Esse cargo passa de mão em mão, entre Madame Gao, Bakuto e Harold Meachum.

O que acaba deixando o herói confuso, com o que realmente deve ser combatido. Dando aquela impressão que a série não tem começo, meio e fim.

A cenas de luta também deixam a desejar. Se você prestar atenção vai ver que as cenas de luta da Colleen Wing, são muito mais coreografadas e explosivas.

Esse negócio da série ficar boa a partir do 3°, 4° episodio também é bem chato. Os dois primeiros capítulos se concentram na tragédia familiar, ao invés de já mostrar o porque do retorno de Danny.

Outra coisa que nos deixam chateados, é um herói tão poderoso e tão confuso.

O Danny se torna um dos mais poderosos guerreiros, e tudo que vemos é um garoto confuso em diversos momentos, tentando achar um equilíbrio entre vingança e justiça.

No mais é isso, acho que já tem bastante spoiler aqui né? hahaha!

Written by Vinícius Diaz

Um publicitário, que estudou design e hoje é quase um desenvolvedor Front-End • Viciado em Internet, Games e Redes Sociais • Editor chefe do @iNerdsBrasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *