,

Adaptações

Filmes e séries raramente são adaptações idênticas aos livros ou quadrinhos. No máximo essas adaptações conseguem seguir o mesmo rumo. O caso mais recente disso é a série Game Of Thrones, originaria de As crônicas do Gelo e do Fogo, escrito por George R.R. Martin.

Os fãs da saga se revoltam desde a primeira temporada. Porém ficou mais evidente na quarta temporada com a personagem Lady Stone Heart, uma versão pós morte de Cat Stark que não foi incluída na série.

Mas temos que exaltar que os livros são complexos e completos, com cerca de 500 paginas cada, que seria impossível de ser contado em 10 episódios por temporada. O que acontece é que como o próprio autor dos livros já havia avisado, a série é uma ADAPTAÇÃO dos livros, e não uma leitura fiel.

A HBO vem fazendo um ótimo trabalho, considerando a complexidade da história. No domingo após o episódio 6 da quinta temporada, alguns fãs ficaram revoltados e começaram a mandar emails para George sobre a cena em que Sansa é violada. No livro A Dança dos Dragões, quinto livro da saga, Sansa tem poucos capítulos, e todos eles no Ninho da Águia, sede da casa Arryn. Nessa quinta temporada, Little Finger leva Sansa para sua antiga casa, Winterfell e a obriga a se casar com Ramsay Bolton, responsável pela morte de seu irmão Robb e sua mãe Catherine Stark

Leia aqui sobre “As Crônicas do Gelo e do Fogo”

George foi clássico ao responder em seu blog :

“Quantos filhos teve Scarlett O’Hara? Três, no romance. Um, no filme. Nenhum, na vida real: ela era uma personagem de ficção, nunca existiu (fazendo uma alusão à personagem de ‘E Tudo o Vento Levou’). A série é a série, os livros são os livros; duas formas diferentes de contar a mesma história. Há diferenças entre os livros e a série de TV desde o primeiro episódio. E, desde aquela época, tenho falado do efeito borboleta. Pequenas mudanças levam a mudanças maiores, que levam a alterações imensas. A HBO já entregou mais de quarenta horas da impossível e exigente tarefa de adaptar minha (extremamente) longa e (excessivamente) complexa série de livros, com suas camadas de trama e subtrama, suas reviravoltas e contradições e narradores pouco confiáveis, mudanças de pontos de vista e ambiguidade, com um elenco de centenas de personagens”

Por fim, podemos dizer que realmente a série é uma adaptação que está se distanciando cada dia mais livros, porém isso não faz dela menos complexa, viciante e gloriosa.

Written by Thais Izaac

Uma geek que nas horas vagas é Coordenadora Financeira • Apaixonada por gordices • Viciada em séries, livros, filmes e música • "Embaixadora" do Netflix no Brasil e Mãe dos Bulldogs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *