, ,

Classic Snake – 1997

Quem nunca ficou viciado em algum jogo de celular, que atire a primeira pedra! E o primeiro dele a deixar a minha geração viciada foi o Classic Snake da Nokia, 1997. Possivelmente se você tem menos de 18 anos, você nem chegou a conhecer o clássico aparelho Nokia 2280. Clássico dos Clássicos, até hoje não conheci nada tão resistente quanto ele. Nem o escudo do Capitão América, nem o Adamantium dos ossos do Wolverine são comparáveis a ele.

Sem contar a bateria daquele pequeno tijolo azul, durava 1 semana, sem brincadeira!!! Na época não imaginávamos que ele seria uma lenda por sua resistência, porém com os aparelhos de hoje, que são suicidas, e com uma queda já quebram, e com baterias que duram cerca de 3 minutos (Tá, isso foi exagerado! Mas é quase isso!) ele virou um mito!!

classic-snake-1997-2-inerds

O que eu mais gostava nele, além de poder matar alguém jogando ele na cabeça de quem me irritasse, era o Classic Snake. Se você nunca jogou ou ouviu falar, não sabe o que é ficar horas conduzindo uma cobra sem nenhum design atrás de pontos. E se você acha que isso parece idiotice, você pode estar certo! Porém numa época em que não existia o 3G no celular, instagram, facebook ou whatsapp, o Classic Snake era nossa diversão, aquilo que nos tirava do tédio.

Por acaso estava baixando alguns aplicativos no Play store,  (Sim, eu uso Android! E Detesto IOS!) quando me deparei com o Classic Snake para Android (tem a versão gratuita tbm), e como clara lembrança da minha infância, eu tive que baixa-lo, e por mais que meu celular não seja um Nokia 2280, foi como a 18 anos atrás, e me senti de novo irritada por sempre passar por cima do rabo da cobra.

E aconselho a você que está lendo esse post, a baixar e jogar nem que seja uma vez o Classic Snake, pois é com certeza uma experiência divertida, comparar o design de hoje, e de 18 anos atrás, e saber para que as pessoas usavam o celular : Para jogar Classic Snake.

Written by Thais Izaac

Uma geek que nas horas vagas é Coordenadora Financeira • Apaixonada por gordices • Viciada em séries, livros, filmes e música • "Embaixadora" do Netflix no Brasil e Mãe dos Bulldogs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *